Thaísa Helena
Ontem, voltando do lanche pós culto, passei com meu noivo Felipe numa rua onde havia uma casa que, há anos (quase minha vida inteira) eu vi só no reboco, descascada, sem vida. Era uma casa grande e eu sempre pensava: "Puxa vida por quê os donos não pintam essas paredes? Essa casa tem um potencial incrível e só vive feia, apagada". E foi assim por anos a fio.
                        

Quando passei ontem, a rua estava escura, as luzes dos postes estavam apagadas e, de repente, olhei para minha esquerda lá estava ela, a casa grande e "feia", mas dessa vez com luzes que iluminavam não só a casa, mas também a rua. Suas paredes todas em pedras, as madeiras envernizadas e uma bela pintura nas paredes laterais. Eu só pude fazer o Felipe parar e ficamos de frente para ela admirando tamanha beleza. Ele até falou: " Nossa, essa é a casa mais bonita da rua". Então, eu contei para ele como ela foi durante anos e o que eu pensava a respeito dela.   
                
Foi aí que Painho falou comigo e percebi que nem sempre o que vemos por fora é o que realmente é.  Talvez os donos daquela casa tivessem investindo no interior dela primeiro para depois fazer o acabamento. Isso leva tempo...


E pensei em nós,  meros mortais. ... Deus trabalha no nosso interior. Isso requer muito cuidado e atenção.  Talvez as nossas paredes externas estejam só no reboco e, aos olhos dos outros, isso pareça feio já que aparentamos ser uma casa grande e com muito potencial. Mas, o segredo está no interior, onde ninguém vê. Nós somos essa casa que Deus quer cuidar, mas ele vai começar de dentro para fora. E quando ele perceber que estamos melhores, vai nos dar um acabamento tão incrível e lindo que nossa luz vai iluminar também à nossa volta assim como a casinha "feia" da rua. 

"...O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração". 1 Samuel 16:7b


na paz de Painho.

Imagem Fonte: Google imagens.
Marcadores: | edit post
Reações: 
0 Responses

Postar um comentário